contact@aopi.org Thursday - December 14,2017

Produção de xisto cairá 57 mil barris/dia em Maio


Produção de xisto cairá 57 mil barris/dia em Maio

A Agência Internacional de Energia (EIA, na sigla em inglês) emitiu um relatório em que afirma que a produção de petróleo de xisto diminuirá em 57 mil barris por dia em Maio.

Esta é a primeira vez que a agência prevê uma queda na produção desde que começou a publicar um relatório mensal sobre a produtividade, em 2013.

O petróleo de xisto fez com que os Estados Unidos alcançasse seu maior nível de produção em quatro décadas. No entanto, o fim do crescimento da produção de petróleo nos EUA, pelo menos temporariamente, já foi projectado pelo Goldman Sachs Group. Segundo o grupo financeiro, este recuo é necessário para corrigir um excesso de oferta e reequilibrar os mercados mundiais de petróleo.

As estimativas de produção são baseadas no número de torres activas em cada campo e nas estimativas sobre a sua produtividade. Na segunda semana deste mês, o número de torres de perfuração em funcionamento nos EUA diminuiu em 42 unidades, ficando o número total em 760 unidades, menor quantidade desde 2010.

O período de diminuição na produção coincide com um aumento no processo de petróleo pelas refinarias norte-americanas, que estavam passando por um período de manutenção sazonal. A expectativa é de que o consumo de stocks de petróleo do país alivie um mercado que observou uma queda dos preços de mais de USD 50 por barril desde Junho.

Este alívio, entretanto, pode ser temporário, já que perfuradores dos EUA estão a acumular uma provisão de poços perfurados que pretendem fracturar hidraulicamente e activálos assim que for percepcionada uma recuperação nos preços.

Fonte: O País

COMENTÁRIOS